Jogamos Assassin’s Creed: Syndicate. Confira nossa análise!

Jogamos Assassin’s Creed: Syndicate. Confira nossa análise!

Syndicate explora o submundo e a Revolução Industrial

Londres em 1868 era um caldeirão. A indústria surgia a pleno vapor, a Revolução Industrial começava a ganhar força e tomar fora, invenções e prosperidade caminhavam ao lado de uma história nada glamourosa, que a elite esconderia para baixo do tapete: a da escravidão.

A classe trabalhadora dava seu próprio sangue para que as máquinas não parassem e para que o progresso desejado fosse obtido. Até que Jacob Frye surgiu, com seus ideais revolucionários e subversivos: retomar Londres, a capital do Império Britânico, e libertar os trabalhadores escravizados.

Essa é a premissa de Syndicate, mais um episódio de Assassin’s Creed, conhecido por explorar eventos importantes da história, criando uma realidade paralela em que uma ordem de assassinos poderia ser capaz de mudar eventos.

Jacob Frye é um destes assassinos, e em companhia de Evie, sua irmã gêmea, participarão da maior missão de suas vidas, formarão a sua gangue e se envolverão em uma trama de ação, intriga e combates brutais (e mortais).

Os movimentos do Assassino

Os movimentos dos jogos da franquia Assassin’s Creed se baseiam fortemente no parkour uma habilidade de deslocamento mais rápido, que envolve saltos certeiros e escaladas sem nada além das mãos e do aproveitamento dos objetos no cenário.

Jacob Frye também domina essas técnicas, junto com uma série de outras e precisa ser furtivo para avançar, sabendo quando atacar e quando passar por seus inimigos sem ser percebido. A afobação pode ser um problema na vida de quem joga Syndicate, e os movimentos precisarão ser bem pensados e executados sem titubear.

Para as suas estratégias, você poderá usar um lançador de cordas que ajudará a escalar construções mais altas como prédios, para atacar, facas como a kukri e acessórios letais como a bengala espada e o soco-inglês serão de grande serventia.

Evie Frye é outra especialista na arte dos movimentos furtivos e do parkour, e poderá ser usada em missões onde ataques silenciosos e praticamente invisíveis sejam necessários.

Fidelidade aos cenários

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um jogo que tenta atingir um ponto histórico em cheio, precisa ter aspectos recriados. Por isso o pessoal da Ubisoft tentou recriar Londres da era Vitoriana com alto nível de realismo e você terá ao seu lado pontos importantes da cidade, do Big Ben ao Palácio de Buckingham.

Carruagens, barcos a vapor no Rio Tâmisa e mais uma série de outros elementos e vestimentas típicas da época estão por ali, bem como personalidades do período. Escritores, filósofos e inventores como Charles Dickens, Karl Marx e Graham Bell estão entre os sujeitos que serão encontrados durante as missões do jogo.

Carruagens e trens estão presentes pelos cenários, para transporte e para ambientação e ajudam a dar o tom do game, que promete e vai além de combates sangrentos, com missões de resgate de crianças escravizadas e até corridas de rua sem regras, em um mundo aberto que vai conquistar os fãs da série e também do gênero de games de ação.

Se você já acompanha e gosta de Assassin’s Creed, Syndicate é obrigatório. Se você tentou um jogo anterior e não gostou, mas admira o período retratado, também. Se você não conhece, dê a chance a Syndicate. Ah.. mais uma vez a Ubisoft demonstra o carinho com o público brasileiro e oferece o game no Brasil todinho em português.

Ele já está disponível para PS4 e Xbox One e você garante o game com os melhores preços aqui no Pontofrio.com.

Veja Também

Comentários

Mais Acessados

curta nossa página