The Beatles – Os meninos de Liverpool

A famosa Abbey Road

John, Paul, George, Ringo. Quatro nomes que se tornaram uma marca mundial na música, na arte e no comportamento. Da infância simples e conturbada em Liverpool até a consagração mundial e eterna, os Fab Four passaram por uma história de vida rica e cheia de aventuras.

Infelizmente dois deles já se foram – John Lennon e George Harrison. No entanto, Paul McCartney e Ringo Starr continuam por aí, setentões, fazendo shows no mundo inteiro e ainda movimentando multidões a casas de espetáculos e estádios. Paul, inclusive, é figurinha cativa em alguns estádios brasileiros, e este ano voltará a se apresentar no País.

É uma história longa, mas tentaremos trazer o máximo de detalhes para você aqui, em um bom guia para quem quer ouvir os discos e aprender mais da história dos garotos de Liverpool.

A trilha através das trilhas

Depois das apresentações no Cavern Club e em Hamburgo, os Beatles gravaram o primeiro single, “Love Me Do”, em 1962. O sucesso da gravação foi enorme e a partir dele começaram a excursionar pela Europa. Em 1963, gravaram o primeiro disco completo, “Please Please Me” (1963).  Este primeiro ano seria muito profícuo e mais tarde eles também lançariam “With the Beatles”. A essa altura, o mundo já estava de joelhos e a mulherada se descabelava pelo grupo.

Em 1964, houve a mesma dobradinha: gravaram “A Hard Day’s Night” e “Beatles for Sale”.  Em 1965, a mesma coisa: os álbuns “Help!” e “Rubber Soul”. Com a eficiência que os Beatles gravavam e lançavam sucessos, começou uma pequena disputa entre eles. John e Paul brigavam constantemente sobre como seriam as composições, enquanto George e Ringo tentavam equilibrar as coisas e manter as aparências. Em meio a tudo isso, a fama continuava inabalável, mas a estafa começou a se refletir na produtividade.

A partir de “Revolver”, em 1966, cada novo álbum servia mais como uma experiência, uma válvula de escape do que de um trabalho comercial ou artístico. Em 1967, veio “Sgt. Peppers and the Lonely Hearts Club Band” e, em 1968, foi lançado “Beatles”. A sensação de que a banda estaria perto do fim fez com que mais dois discos fossem produzidos no mesmo ano: “Yellow Submarine” e “Abbey Road” em 1969.

O último disco, “Let it Be”, de 1970 tem realmente sabor de despedida. A esta altura Paul já tinha se casado duas vezes, Ringo estava bem desgastado com todas as brigas que aconteciam, George estava mergulhado no hinduísmo – e fez uma parceria memorável com o maestro Ravi Shankar – enquanto, na vida de John, surgiu a pessoa que é o maior motivo de discórdia entre os beatlemaníacos do mundo: Yoko Ono. Há os que acham que ela os separou, há os que acham que ela salvou John de uma vida ainda mais breve do que ele teria.

Os álbuns de estúdio

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Quatro Homens mais Fantásticos do Mundo

 John Lennon

John Lennon

Nasceu em Liverpool, em 9 de outubro de 1940. Foi criado pela sua tia e sempre teve uma relação conturbada com a mãe, além do bom gosto para música e artes. Um dos seus amigos mais antigos era Paul McCartney, com quem fundou a banda “The Quarrymen”, que mais tarde – e outros músicos depois – se tornaria os Beatles. Era um dos principais compositores da banda além da voz líder. Em 1980, na porta do hotel em que morava em Nova Iorque, foi assassinado com um tiro por um homem que se dizia seu fã.

 Paul McCartney

Paul McCartney

Paul é de 18 de julho de 1942. É multi-instrumentista, dono de composições lindíssimas e certamente um dos Beatles mais namoradores de todos os quatro. Cresceu em Liverpool onde aprendeu a tocar violão e arrumou algumas boas brigas por conta de sua opinião sempre forte e incisiva. Brigou também com John Lennon, mas fez as pazes, pois não conseguia viver sem seu melhor parceiro musical. Paul continua fazendo shows até hoje e sendo um dos músicos mais ricos do mundo – mesmo depois de perder quase metade da sua fortuna para uma de suas ex-mulheres.

George Harrison

O guitarrista George Harrison

Nasceu em 25 de fevereiro de 1943. Era o mais quieto, mas um dos maiores talentos que o mundo viu na guitarra solo. Não era o que mais compunha, mas quando o fazia, deixava todos de boca aberta. O mundo pôde ver ainda mais sua genialidade em sua carreira solo, embora dentro dos Beatles tenha feito obras impecáveis como “Here Comes the Sun”, “Something” e “While My Guitar Gently Weeps”. Morreu de câncer em 2001, trazendo de volta a tristeza de ter que se despedir de mais um Beatle.

Ringo Starr

O bateirista Ringo Starr

Nasceu em 7 de julho de 1940, também em Liverpool. Seu nome verdadeiro, Richard Stark, parecia não fazer tanto sucesso nas bandas de baile que tocou durante muito tempo. Quando se juntou aos Beatles, já era um músico experiente – era o único dos quatro que já possuía automóvel! Ringo também tem ótimas composições, sendo a mais famosa “Octopus’s Garden”. Está em turnê até hoje pelo mundo, tocando músicas atuais e dos Beatles – que, aliás, serão eternamente atuais.

E então, qual é o seu Beatle preferido? Qual música marcou a sua vida?

Banner - The Beatles

Veja Também

Comentários

Mais Acessados

curta nossa página