Os melhores filmes de comédia dos últimos 10 anos | Blog eGlu

Quais são os melhores filmes de comédia dos últimos 10 anos?

Por

Tiago Martins

melhores filmes comédia humor últimos 10 anos última década

Quando a gente fala em se divertir, isso para ciclano significa uma coisa, para beltrano é outra completamente diferente. O que pra você é o máximo, para o seu vizinho pode ser um desastre. E a nossa predileção musical, artística, esportiva e em relação ao estilo de vida varia tanto que, justamente por esse motivo, há sempre espaço para novos meios de entretenimento.

Mesmo com tantas variáveis, as consequências de momentos de diversão em nossas vidas são as mesmas: alívio do estresse, sensação de bem-estar, leve sorriso, risadas, gargalhadas, falta de ar e qualquer outra consequência ainda mais intensa da qual você já possa ter sido “vítima” ou presenciado por aí. Calma, também não precisamos exagerar.

Antes que este texto pareça mais um guia de orientações médicas ou manual de autoajuda para informar sobre como você se diverte melhor e de uma forma mais saudável, bora para o que realmente importa: “quais são os seus filmes de comédia favoritos nos últimos 10 anos?”

Fácil de dizer? Ou nem tanto? Considerando que a indústria cinematográfica, vira e mexe, apresenta novas produções para que esses nossos sentimentos de alegria sejam multiplicados, na evidente tentativa de também multiplicar a audiência, temos um cardápio suculento de opções.

Essas opções vão do humor pastelão até o humor negro, passando pela comédia romântica, musical, dramática, de ação e aventura. Ou, sem complicar, comédia comédia, uai… Filmes de comédia, filmes engraçados e ponto final. Mais do que qualquer outra coisa, eles nos dão a chance de lembrar que a vida também tem seu lado divertido, fazendo jus à máxima de que a arte imita a vida.

Então chegou a hora de indicarmos uma pequena lista de 10 filmes de comédia que, de alguma forma, mexeu com muitos espectadores na última década. Verifique quais deles também estão na sua relação de melhores!

REBELAR-SE NA 3ª IDADE

despedida em grande estilo filme humor comédia

Despedida em Grande Estilo – Crédito: Warner Bros

Filme: Despedida em Grande Estilo (Going in Style)
Ano: 2017
Direção: Zach Braff

Em abril de 2017, vimos nas telonas Despedida em Grande Estilo (Going in Style), um filme delicioso e leve, que contou com a ótima atuação de um três atores consagrados, que se divertiram ao protagonizar o longa (e, assim, nos divertiram também!)

Joe (Michael Caine), Albert (Alan Arkin) e Willie (Morgan Freeman) são três senhores que vivem a vida comum de aposentados, inclusive participando de partidas amistosas de bocha. Mas essa tranquilidade toda começa a mudar quando Joe fica assustado com a possibilidade de perder a casa por conta de dívidas bancárias. Para sair dessa situação, que ele considera injusta, resolve chamar seus amigos para participarem de um plano bem inusitado: assaltar um banco.

Willie e Albert topam ajudar o amigo após a notícia de que deixariam de receber a pensão da empresa em que trabalharam por mais de 30 anos. A frustração do trio é o combustível para essa revolta contra os “maiores impérios econômicos do mundo capitalista”. Afinal, quem nunca se deparou com alguma situação que rendeu críticas às grandes empresas que dominam o mercado financeiro?

A trama diverte bastante e traz personagens que, diante de problemas comuns, tão presentes na vida de tantos trabalhadores brasileiros aposentados, se aproximam do público e tornam a história envolvente do início ao fim.

APRENDER A VIVER POR LINHAS TORTAS

um santo vizinho filme humor comédia

Um Santo Vizinho – Crédito: Paris Filmes

Filme: Um Santo Vizinho (St. Vincent)
Ano: 2014
Direção: Theodore Melfi

Um Santo Vizinho (St. Vincent) apresenta a história da recém-divorciada Maggie (Melissa McCarthy), que tenta dar um novo rumo à vida ao lado do filho Oliver (Jaeden Lieberher). Ao se mudarem, conhecem o novo vizinho, St. Vincent De Van Nuys (Bill Murray). Por necessidade financeira, ele toma a iniciativa e se oferece para cuidar do menino.

Começa aí uma grande amizade entre os dois. Veterano de guerra, Vincent mostra a Oliver o lado da vida nada convencional, ainda mais se tratando de uma criança. É que ele leva o garoto para os ambientes sociais que costuma frequentar, como bares, boates e casas de apostas.

Pode parecer chocante, especialmente para a sociedade mais tradicional, mas a interação entre os dois e o modo como ele cuida do pequeno passam a ser cativantes. Além de se divertir, Oliver vê no novo parceiro alguém que age com experiência e, ao mesmo tempo, de uma forma aventureira, que conquista qualquer garoto da sua idade.

O filme de 2015 tem muitas cenas divertidas, conta com as ótimas atuações de Bill Murray e do garoto (hoje, um adolescente protagonista de It, A Coisa) Jaeden Lieberher, que fazem esse tempo de 1 hora e 43 minutos passar muito rápido, sinal de que vale muito a pena ver!

FUGIR APÓS GANHAR UMA HERANÇA

o grande hotel budapeste filme humor comédia

O Grande Hotel Budapeste – Crédito: 20th Century Fox

Filme: O Grande Hotel Budapeste (The Grand Budapest Hotel)
Ano: 2014
Direção: Wes Anderson

O que você faria se ganhasse, de uma hora para outra, uma ótima quantia ou presente dos sonhos? Comemoraria, óbvio. Porém, se você fosse o Monsieur Gustave H. (Ralph Fiennes), teria que correr para fugir de um grande apuro! Foi o que ele fez após ganhar uma valiosa pintura como herança da Madame D (Tilda Swinton), que admirava seus serviços de concierge do hotel Budapeste.

Após ser acusado de assassinar Madame D, Gustave foge com a grande obra. Porém, ele não está sozinho nessa empreitada, pois o jovem Zero (Tony Revolori), mensageiro do hotel, aceita ajudá-lo sob uma condição: ser herdeiro de Gustave.

Daí em diante, muitas aventuras te esperam nesse filme divertido, muito bem produzido e repleto de cenas incríveis. Para deleite dos espectadores!

SER MÃE (e ainda por cima, uma figuraça!)

minha mãe é uma peça filme humor comédia

Minha Mãe é uma Peça – Crédito: Paris Filmes

Filme: Minha Mãe é uma Peça – O Filme
Ano: 2013
Direção: André Pellenz

Em 2013, o cinema nacional nos presenteou com um filme bem divertido, leve, como se estivesse retratando a vida de uma família próxima da gente… O grande sucesso de bilheteria Minha Mãe é uma Peça traz a acelerada dona Hermínia (Paulo Gustavo), cheia de personalidade, falando sempre o que pensa, doa a quem doer.

Esse lado sincerona misturado com o de mãezona cria uma sequência de cenas hilárias e fazem com que a personagem tenha caído nas graças do público nos programas humorísticos de TV e também na segunda parte do longa, Minha Mãe é uma Peça 2, de 2016.

A história mostra a sua relação conturbada com os filhos mais novos, Marcelina (Mariana Xavier) e Juliano (Rodrigo Pandolfo). Dona Hermínia decide deixar a própria casa, sumindo repentinamente. A mudança para a casa da sua tia Zélia (Suely Franco) traz à tona as lembranças do passado e uma reflexão de como ela se comporta na sua condição de mãe.

Paulo Gustavo é impecável na atuação, mas quem ainda não viu a trama, não pode deixar de assistir porque ela vai muito além de uma estrela solitária fazendo o público rir. Mostra situações corriqueiras do dia a dia de uma família do bem, com seus atritos e desencontros que fazem parte de muitos lares por aí. Ah, claro, neste caso, sempre muito bem apimentado pela dona Hermínia!

FAZER ESTÁGIO E SER CHAMADO DE TIOZÃO

os estagiários filme humor comédia

Os Estagiários – Crédito: 20th Century Fox

Filme: Os Estagiários (The Internship)
Ano: 2013
Direção: Shawn Levy

Você aí já arriscou algo profissionalmente? Muitas pessoas podem dizer que sim, mas a maioria geralmente ousou ainda no início de carreira. Billy (Vince Vaughn) e Nick (Owen Wilson) resolvem tentar uma vaga de estagiário do Google com idade nada convencional, ambos estão na casa dos quarenta anos.

Eles trabalhavam como vendedores de relógios e acharam que aquela era a hora certa de arriscar, pois a empresa faliu e, sem emprego, por que não tentar algo novo? Você vai se divertir com o processo seletivo, a interação entre os candidatos, que vão estranhar a presença dos “tiozões” em meio aos jovens antenados às novas tecnologias.

Justamente esse assunto, novidades tecnológicas, traz situações engraçadas pela falta de conhecimento da dupla, que ainda tem como referência algumas coisas dos anos 80, como a lembrança do filme Flash dance. Imagina só os jovens ouvindo isso… É diversão na certa!

TER DIFICULDADE DE LIDAR COM O NOVO

o artista filme humor comédia

O Artista – Crédito: The Weinstein Company

Filme: O Artista (The Artist)
Ano: 2012
Direção: Michel Hazanavicius

Vencedor de 5 estatuetas no Oscar 2012, o filme francês O Artista (The Artist) está na nossa lista mesmo não sendo uma comédia pura, pois também há um lado dramático e romântico bem forte na trama. Mas não poderíamos deixá-lo de fora pela narrativa poética, com referências aos criadores do cinema.

Filmado em preto e branco, ele retrata a vida de George Valentin (Jean Dujardin), um astro do cinema mudo que vai do céu ao inferno quando a indústria cinematográfica começa a transição para o cinema falado. Sem acreditar no fim do cinema mudo, ele aposta todas as suas fichas no estilo que o consagrou.

A frustração torna-se mais evidente quando a jovem atriz Peppy Miller (Bérénice Bejo), que ele apoiou no início de carreira, torna-se uma estrela requisitada do cinema falado.

Essa produção caprichada, totalmente inspirada nas grandes obras-primas do cinema mudo, tem trilha sonora e imagens muito bem sincronizadas. O longa traz um pouco de dança e diálogos lidos na tela, com dinamismo e cenas adoráveis, em que as imagens envolvem o espectador. Sem contar as participações sempre divertidas do cãozinho inseparável de George.

Seja você um saudosista, ou não, certamente vai curtir essa viagem no tempo do cinema!

SUPERAR PROBLEMAS SE DIVERTINDO À BEÇA

intocáveis filme humor comédia

Intocáveis – Crédito: The Weinstein Company

Filme: Intocáveis (Intouchables)
Ano: 2012
Direção: Eric Toledano, Olivier Nakache

Mais um filme francês, hein?! Intocáveis tem um enredo que poderia parecer triste e depressivo, de alguém precisando de cuidados especiais após sofrer um grave acidente e ficar tetraplégico. Mas esqueça isso… Prepare-se para se divertir muito com Philippe (François Cluzet), o paciente, e Driss (Omar Sy), que seria “apenas” o seu cuidador. Bom, ele passa a ser muito mais do que isso!

Philippe é um aristocrata rico que, ao ver-se nessa situação complicada, não tem dúvida de que necessita de alguém do seu lado em tempo integral. Só que Driss não tem experiência nem jeito para cuidar de alguém, ainda mais no estado em que ele se encontra. Porém, com o passar do tempo, ele começa a aprender, mesmo cometendo algumas gafes (que são bem divertidas).

Eles começam a se entrosar, sendo que Philippe valoriza muito a maneira como Driss o trata, sem considerá-lo um coitado. Isso faz toda a diferença!

Intocáveis tem excelentes diálogos, cenas engraçadas e deixa a impressão de que as quase duas horas de filme passaram rápido demais.

NÃO LIGAR PARA O QUE VÃO DIZER

Tudo Pode dar Certo filme humor comédia

Tudo pode dar Certo

Filme: Tudo pode dar Certo (Whatever Works)
Ano: 2009
Direção: Woody Allen

Quando o personagem principal do filme conversa com o público (isso mesmo, com você, espectador), cria a expectativa de que podemos esperar algo diferente vindo por aí. Boris Yellnikoff (Larry David), de fato, não é um homem preocupado com o que as outras pessoas pensam dos seus atos.

Esse senhorzinho rabugento costuma ser ríspido com as pessoas ao redor, porém, dá uma demonstração de generosidade quando a jovem Melodie St. Ann Celestine (Evan Rachel Wood) surge de repente pedindo ajuda na porta do seu apartamento. Surpreso, ele resolve dar abrigo à estranha “por uns dias”.

Só que o tempo passa, ela vai ficando e… Acaba ficando de vez! Isso com pitadas divertidíssimas de humor da dupla, por conta do jeito caipira e ingênuo da garota e do gênio forte de Boris. Uma história que nos diverte do início ao fim!

SER UM ESPIÃO DESENGONÇADO

agente 86 filme humor comédia

Agente 86 – Crédito: Warner Bros

Filme: Agente 86 (Get Smart)
Ano: 2008
Direção: Peter Segal

O filme traz de volta as aventuras do Agente 86, um personagem famoso e engraçado da série de mesmo título, lá da década de 60. Aqueles que não conhecem podem apreciar, em 1h49min, todo o carisma desse cidadão que não tem pinta de agente ou investigador, mas é excelente no ofício. Apesar de ser desengonçado e, aparentemente, inofensivo.

Maxwell Smart (Steve Carell), o Agente 86, não seria nada, porém, sem a inteligência e habilidade da Agente 99 (Anne Hathaway), que está sempre do seu lado, como ocorre no seriado. A missão deles é impedir que a organização criminosa secreta conhecida como KAOS consiga dominar o mundo.

Eles foram designados depois que o quartel-general da agência de espionagem norte-americana “Controle” foi atacado, sendo que a identidade de seus agentes ficou comprometida. O Chefe (Alan Arkin) precisou promover Maxwell, que assim se torna o Agente 86, ao lado da única agente cuja identidade não foi descoberta: a bela Agente 99.

Quem viu a série vai perceber que o filme traz elementos que justificam a comparação, pois o talento de Steve Carell e Anne Hathaway valoriza os personagens principais, nos faz rir e também torcer como nunca para que a missão seja bem-sucedida. Sempre com as pitadas de humor do Agente 86, que foi criado para homenagear James Bond, o Agente 007, de uma forma engraçada. Não é preciso dizer que essa homenagem deu muito certo, né?

ABALAR AS ESTRUTURAS APENAS COM UMA CÂMERA NA MÃO

borat filme humor comédia

Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América – Crédito: 20th Century Fox

Filme: Borat
Ano: 2006
Direção: Larry Charles

Em 2007, vimos um personagem marcar época e chamar a atenção do público e crítica assim que protagonizou o filme de título extenso: Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América (Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan). Bom, na verdade, ele foi lançado em 2006, mas chegou às telonas do Brasil só no ano seguinte.

Além da ótima atuação de Sacha Baron Cohen, o sucesso deve-se ao humor afiado/debochado e representado de uma forma bem distinta do convencional, em que a mistura da realidade com a ficção é uma maneira de valorizar a ideia principal da trama: a gravação de um filme-documentário.

Só que, detalhe, Borat Sagdiyev é um jornalista do Cazaquistão que resolve fazer a filmagem nos Estados Unidos. Já imaginou o que isso pode representar? Então, para quem não viu, pode esperar diversas situações inusitadas, com a ousadia de quem se apresenta de uma forma, podemos dizer, primitiva e tosca, para mostrar a reação da população ao repórter e também os elementos culturais norte-americanos.

Vale destacar que, além de protagonista, Cohen também é um dos produtores e roteiristas do longa de 1h30min.

Veja Também

Comentários

Mais Acessados

curta nossa página