Polaroid e a evolução das câmeras instantâneas

Polaroid e a evolução das câmeras instantâneas

Sorria! Se você cresceu há algumas décadas lembra que, além das câmeras de filme para revelação, existia um outro tipo de dispositivo: as câmeras instantâneas, que a gente conhecia, na época, pelo nome Polaroid, que era na verdade a marca — assim como a gente conhece Maizena, Gillette, Xerox e mais uma porção de coisas.

Chacoalhe para secar a foto

A clássica câmera instantânea Polaroid

A Polaroid permitia que, ao bater uma foto, você pulasse toda a etapa de revelar o filme e pedir ampliações. O processo era automático, e a própria câmera ejetava a ampliação. Você só inseria um “cartucho” antes de fotografar e, bam!, a foto saia e podia ser visto em segundos. Após sacudir a foto por alguns segundos ela estava pronta para ser colocada no álbum.

Com as digitais, as Polaroids desapareceram. O processo de impressão ficou por conta dos laboratórios digitais ou ainda da impressão em casa. Mas, as instantâneas sempre foram bacanas… E elas estão voltando para a alegria da galera!

 Volta da Fujifilm

A câmera Instax Mini

A nostalgia voltou pela mão da Fujifilm, famosa por seus papéis fotográficos. A Instax Mini faz fotos em uma medida diferente do padrão 10 x 15 cm ao qual estávamos acostumados. A câmera gera impressões no formato 6 x 9 centímetros, tamanho aproximado de um cartão de crédito.

A nitidez e vivacidades de cores estão garantidas, e a câmera utiliza uma lente fixa de 60mm e f/12.7. O equipamento funciona com quatro pilhas e não tem visor LCD. Clona o funcionamento das antigas instantâneas, insira o papel e, depois do disparo, em alguns breves momentos sua foto estará pronta.

A câmera não é descartável: você pode adquirir pacotes fotográficos sobressalentes para ter, sempre que quiser, a sua Instax Mini prontinha para o uso.

Câmera instantânea social

O conceito Socialmatic

A Polaroid também deve voltar ao setor unindo o melhor de dois mundos. Recentemente, assinou a produção da câmera Socialmatic, uma câmera idealizada por designers inspirada no Instagram, rede social fotográfica do Facebook. Ela está prevista para chegar ao mercado em 2014.

A ideia é permitir que o fotógrafo dispare a câmera, selecione um filtro e, a partir de uma pequena impressora embutida, imprima a criação. E o melhor: ela terá visor LCD sensível ao toque, será capaz de compartilhar informações online no Instagram e Facebook a partir da placa Wi-Fi e armazenamento de 16 GB. Essas informações são tiradas do design conceitual, então não estão confirmadas no produto final ainda.

Caso uma câmera dessas venha a ser realmente lançada dessa forma, pode elevar o conceito que imortalizou a fotografia portátil por conta dos smartphones. Já pensou que legal?

Veja Também

Comentários

Mais Acessados

curta nossa página