Os clássicos dos anos 80: brinquedos, desenhos e muito mais | Blog eGlu

Brinquedos, desenhos e programas de TV – Os clássicos dos anos 80

Por

Samadi Coelho

brinquedos anos 80 antigos época nostalgia

Relembre com nostalgia os sucessos dos anos 80

Sou da época em que o Merthiolate ardia quando minha mãe passava em meus inúmeros machucados. Adorava rebobinar as fitas K7 com a tampa da caneta bic e ir à locadora com o meu pai para alugar filmes de desenho. E os discos de vinil? Eu tinha a coleção completa da Xuxa, colocava na vitrola, escutava o dia inteiro e dançava como as Paquitas. Lembrou da sua infância?

E, provavelmente, se você tem mais de 30 anos, vai se lembrar da música: “…Superfantástico. No balão mágico. O mundo fica bem mais divertido. Sou feliz, por isso estou aqui. Também quero viajar nesse balãããão…”. Quem era criança nos anos 80, com certeza, carrega doces lembranças do passado que, muitas vezes, nem parecem tão distantes assim!

Naquela época, a vida girava em torno de brincar. As crianças se divertiam na rua, no quintal de casa ou na casa do coleguinha. As brincadeiras mais populares eram: pega-pega, esconde-esconde, polícia e ladrão, taco, estátua, queimada, batata-quente, pular corda e amarelinha.

Havia uma programação televisiva variada para agradar as crianças. Lembra quando você parava tudo para assistir o Xou da Xuxa? E o Bozo com a participação da vovó Mafalda? Outros programas bastante populares eram: Balão Mágico, Bom dia & Cia, com a Eliana, Os Trapalhões, Clube da Criança, Topo Gigio, Show Maravilha, Chaves, Chapolin, Oradukapeta, com Sergio Mallandro e a inesquecível “a porta dos desesperados”.

programa xuxa anos 80 nostalgia

Programas da década de 80 que fizeram parte da infância de muitas pessoas

Os desenhos animados também fizeram parte da infância de muitas pessoas. Quem não gostava do He-Man? Coma sua famosa e inesquecível frase de transformação: “eu tenho a força”.  Os Smurfs, a princesa Sara e o Cavalo de Fogo, Caverna do Dragão, as aventuras de Thundercats, Denis, o Pimentinha, os Muppet Babies, os fofinhos Ursinhos Carinhosos. As aventuras dos heróis japoneses Jaspion e Spectroman foram outras animações que fizeram grande sucesso nos anos de 1980.

Com certeza existia uma bomboniere perto da sua casa, onde os salgadinhos eram vendidos por gramas. Tinha o Mini Chiclete Adams – os chicletinhos coloridos –, o pirulito Dipn´Lik, que precisava mergulhar no pó açucarado antes de colocá-lo na boca, o Pirocóptero – o pirulito que voa – , o chiclete azedinho de morango e as temíveis balas softs, que as mães tinham receio em dar aos filhos.

E os chocolates então? As crianças não ficavam sem os cigarrinhos de chocolate da Pan, o guarda-chuvinha, os chocolates que vinham com os personagens da Turma da Mônica e o Chocolate Surpresa com a figura de um animal para colecionar. Ahhh…que saudades dessa época. Bons tempos!

E nesse clima de nostalgia, o e-Glu vai relembrar alguns brinquedos da década de 80 que vão ficar para sempre em nossa memória. Alguns existem até hoje, porém com uma roupagem mais moderna! As crianças dos anos 80 não viviam cercadas por tecnologia e internet como nos dias atuais. Eram brinquedos simples, mas que estimulavam ao máximo a imaginação. Vem com a gente! Embarque nessa viagem ao passado!

Entre no túnel do tempo e recorde as inesquecíveis bonecas e bonecos dos anos 80!

brinquedos anos 80 bonecas bonecos barbie playmobil fofão

As Bonecas e bonecos mais populares da década de 80

Vamos começar pela queridinha das meninas: a Barbie. Encantadora, elegante e rica, a boneca foi a sensação dos anos 80, juntamente com os seus acessórios, como vestidos, sapatos, bolsas, mobílias e o seu namorado Ken. Outras bonecas que também fizeram sucesso na época eram: a Lu Patinadora, com a música “La, Le, Li, Lo, Lu Patinadora”, Bolinha de Sabão, Moranguinho com aromas de frutas e os charmosos Little Pony.

Bochechudas e com gorro, as Fofoletes vinham numa caixinha parecida com uma de fósforo, que também fizeram sucesso na época. E os Agarradinhos tinham pregadores em seus braços, que podiam ser pendurados em qualquer lugar. Já nas barriguinhas dos Ursinhos Carinhosos de pelúcia vinham emblemas como: coração ou nuvem, representando um sentimento.

Havia versões de bonecos que eram frisson na década de 80, como o Playmobil e suas inúmeras versões, os bonecos Thundercats, que possuíam uma alavanca nas costas e dava movimento aos braços, a garotada ficava toda entusiasmada! O Fofão era febre nacional e agradava meninos e meninas! O Murphy, macaquinho com brinco de banana, foi outro grande sucesso. Ele fazia um som característico quando sua barriga era apertada. São tantas recordações!

E não poderia deixar de citar a coleção dos bonecos He-Man e Comandos em Ação, que foram um sucesso estrondoso por gerações.Eles tinham muitas articulações, detalhes caprichados, uma enorme variedade de personagens e acessórios.

Com cara de “pidão”, o cachorro de tecido Snifinho era perfeito para se agarrar na hora de dormir.  Já os monstrinhos coloridos Lango Lango  tinham um mecanismo nas costas que os fazia dar soquinhos. Ficou com saudade, né?

Diversidade de brinquedos da década de 80

brinquedos anos 80 brincadeiras sucesso diversão lúdico imaginação aprendizagem

Brinquedos simples, mas que divertiam a criançada

Quem nunca tentou ficar um tempão sem deixar o bambolê cair? Tinha que rebolar bem para o brinquedo se manter na cintura, pescoço, braço e perna.  Naquela época, parecia tão fácil, se tiver coragem arrisque o mesmo movimento feito com o bambolê para ver o resultado!

A diversão era garantida com a Mola Maluca, com efeitos de cor e movimentos. Mas adrenalina mesmo era pular no Pogobol. E o desafio ficava por conta do cubo mágico, a garotada passava horas tentando deixar todas as faces com a mesma cor, era divertidíssimo.

Lembra do Aquaplay? A base da brincadeira era pendurar argolas flutuantes em pequenos ganchos. O dedo polegar até ficava dolorido de tanto apertar o botão. E quem não se recorda de ter brincado com o Pula Pirata, Cai não Cai e Pega Varetas. Era sensacional, ainda mais quando rolava aquela disputa entre os amigos.

As meninas reuniam as amiguinhas para fazer compras com a Caixa Registradora, perfeita para brincar de lojinha, acompanhava dinheirinho de papel, rolo que registrava os valores e fazia barulho ao abrir o caixa. Desde pequenas, as garotas gostam de ir às compras!

No brinquedo Pega-Peixe, era preciso capturar o maior número de peixinhos dentro de um lago de plástico, assim que eles abrissem a boca. A varinha tinha que pegar o peixinho. Vencia a brincadeira quem pegasse o maior número de peixes.

infância anos 80 brincadeira lego peças montar

Lego: As peças de montar mais famosas do mundo

Ah, mas os bloquinhos de montar que se encaixam fascinavam todas as crianças! Dava para inventar e reinventar muitas brincadeiras com as peças do Lego, era só soltar a imaginação. Já o Pequeno Arquiteto, conjunto de peças de madeira com blocos, telhados de diferentes formatos, pontes e torres com relógio, permitia que as crianças imaginassem todo um mundo fantástico arquitetado por elas mesmas.

Além de brincar e perturbar os amigos, a Mão Biônica podia coçar as costas, cutucar o cachorro e o irmão, quando fazia movimento de abrir e fechar, que era acionado por um mecanismo na base.

Jogos de tabuleiro: qual era o seu preferido?

brinquedos anos 80 jogos tabuleiro objetivo estratégia competição

Jogos de tabuleiro que reuniam as crianças com objetivos desafiantes

A década de 80 foi rica em jogos que estimulavam a imaginação, o raciocínio e a concentração. Quando a criançada se reunia, a disputa para alcançar o objetivo era eletrizante. Quem não se lembra do Banco Imobiliário? As propriedades como bairro, casas, hotéis e empresas eram compradas e vendidas, uns jogadores ficavam ricos enquanto outros iam à falência.

Quem matou o Dr. Pessoa? O tabuleiro Detetive era repleto de suspense, precisava descobrir e desvendar mistérios em torno de um assassinato. Basicamente papel e caneta eram as ferramentas do Imagem & Ação, no qual você precisava adivinhar uma palavra específica através de desenhos e mímicas.

O Cara a Cara era um jogo com dois tabuleiros cheios de personagens diferentes. O desafio era adivinhar a identidade do adversário por eliminação, baseando-se nas características físicas.

A Batalha Naval era um jogo muito divertido, que marcou a infância de muitas pessoas nos anos 80.  Seu objetivo era bombardear a frota de seu adversário e afundá-lo antes que ele fizesse isso primeiro. Já o tabuleiro Cilada exigia raciocínio para ser encaixada no quebra-cabeça 50 peças sem cair numa grande cilada, como o próprio nome do jogo indica.

Com simulação da vida real, o Jogo da Vida era divertido por simular diversas fases e obstáculos de uma vida adulta envolvendo casamentos, filhos, carreira e até morte. Já o Tapa Certo trazia uma vareta com uma mãozinha na ponta, cartas redondas e quadradas com figuras estampadas. Podia ser disputado com grupos de duas a quatro pessoas. O objetivo era acertar as cartas redondas com a mesma figura da carta quadrada, que alguém virava antes.

Os clássicos brinquedos eletrônicos

brinquedos anos 80 game eletrônico sucesso atari pense bem

Sonho de consumo de muitas crianças dos anos 1980

Considerado um ícone dos jogos eletrônicos da época, o Atari foi o verdadeiro responsável pela popularização dos videogames no Brasil, a partir de 1981. A plataforma fez sucesso especialmente pela quantidade de jogos disponíveis em formas de cartuchos e controles diferentes.

Outra sensação da época foi o Genius, um brinquedo muito popular, que buscava estimular a memorização de cores e sons. Com formato semelhante ao de um OVNI, contava com botões coloridos que emitiam sons e se iluminavam em sequência.

O brinquedo com nível máximo de high-tech existente nos anos 80 foi o Pense Bem, um mini-computador, que fazia perguntas sobre vários temas, como história, geografia e matemática e se popularizou entre os jovens e adolescentes.

O Ferrorama foi o primeiro trem elétrico automático a ser fabricado no Brasil. Era uma ferrovia que vinha com locomotivas a vapor ou elétrica, vários vagões acoplados, como de carvão, carga, combustível e passageiros.

O sonho de consumo de muitos garotos era o Autorama com as famosas pistas de corridas, com carrinhos movidos à pilha. Ao longo dos anos, o brinquedo foi assinado por grandes corredores brasileiros como: Emerson Fittipaldi, José Carlos Pacce, Nelson Piquet e Ayrton Senna.

Com preços mais acessíveis, o Colossus era uma caminhonete 4×4 com controle remoto, cheia de detalhes, como quebra-mato na frente do radiador e faróis de milha no teto. Já o Maximus era um carro de controle remoto com aparência de um buggy com as rodas traseiras mais grossas do que as dianteiras.

O robô de controle remoto, inspirado na série Guerra nas Estrelas, foi um brinquedo pouco acessível devido ao seu alto valor, mas foi uma grande novidade no momento. E também vale a pena recordar entre os brinquedos dessa década tão encantadora!

Brinquedos dos anos 80 que voltaram repaginados

Muitos brinquedos que fizeram sucesso na década de 80 voltaram às prateleiras repaginados. São bonecos, jogos de tabuleiro e brinquedos eletrônicos da época que quase não mudaram, mas tiveram uma pitada de modernidade para se adaptar às novas tecnologias.

Um bom exemplo é o tão famoso Banco Imobiliário, que, na versão antiga, trazia dinheiro de papel como moeda de troca. Alguns tabuleiros ainda contam com notas, mas há uma nova versão chamada:Super Banco Imobiliário, que ganhou uma reformulação gráfica e utiliza cartão de crédito, acompanhado de uma máquina eletrônica de crédito e débito.O clássico Banco Imobiliário ganhou também a versão Cartas! São 105 cartas que envolvem estratégias a cada rodada, pois cada carta pode mudar completamente a partida.  Você se diverte com todas as versões do jogo!

O jogo Cara a Cara agora tem uma versão eletrônica, Super Cara a Cara, com o tabuleiro na posição vertical. O desafio continua o mesmo: adivinhar qual é a carta secreta escolhida pelo adversário, só que agora uma máquina com sons estimula os jogadores a uma competição ainda mais acirrada, em duas diferentes possibilidades de jogar.

O Aquaplay também traz uma nova roupagem, com temas diversificados: Aquaplay Futebol, Aquaplay Basquete e Aquaplay Princesas Disney, trazendo  as princesas Aurora, Ariel, Bela, Branca de Neve e Cinderela. As crianças podem escolher a personagem ou estilo que mais gostam!

O famoso jogo eletrônico de memória Genius agora cabe na palma da mão e possui apenas 12% do peso do produto original. Mas os saudosistas ainda podem encontrar a versão original. Já o Pula Pirata ganhou versão com cartão de realidade aumentada. O jogador pode acessar o site da Estrela e continuar jogando virtualmente. Uma nova experiência aos usuários e duas maneiras para se divertir!

O trem famoso nos anos 80 está de volta às prateleiras, com o relançamento da primeira edição do modelo Ferrorama XP100, que vai garantir a diversão das crianças, com pista de trem e locomotiva movida à pilha.

O Detetive, outro jogo clássico dos anos 80. Além do tabuleiro remodelado, os jogadores terão à disposição um aplicativo para ajudar na descoberta do crime. Para dar ainda mais realidade ao jogo, é possível receber ligações, mensagens e vídeos de testemunhas no celular ou tablet.

Veja Também

Comentários

Mais Acessados

curta nossa página